Desafio 1+3 | Uma Regra

IMG_2658
Se me perguntassem há uns dez anos atrás, no auge dos meus dezassete anos, eu não hesitaria. A minha vida regia-se por regras, muitas delas criadas por mim e que me limitavam. Não era tão feliz quanto julgava. Eu achava que sabia quem era, quem queria ser, o que tinha que fazer e seguir em prol de alcançar as minhas metas. Não tinha dúvidas. Tinha sim - sei-o agora! - a cabeça moldada em estereótipos e preconceitos. Era a nerd da sala de aula, sempre encafuada em livros. Privei-me de sair com amigos e de ter uma adolescência "normal", porque as minhas regras não o permitiam. Havia muitos exercícios de matemática para fazer e muitas outras matérias para estudar.
Com vinte e sete anos, sei que os sucessos da vida não se regem por médias ou por meros números!, sejam eles numa pauta ou balança.
Regem-se pelas pessoas que temos à nossa volta. E para tal, há que criar momentos com elas para que tenham motivos para ficar. Ainda tenho muito da Joana de dezassete anos. Sempre com a fasquia lá em cima. Ainda acredito que se é para fazer, então que o faça bem. Mas faço-o com maior tranquilidade e sabendo que faz parte do caminho não ser sempre em linha recta. Há curvas e obstáculos a que a vida nos apresenta. E eu já lidei com alguns deles. Aprendi a ser mais flexível e a deixar a vida seguir o seu caminho.
Por isso, creio que há poucas regras pelas quais eu me guie nos tempos de hoje. Apenas uma, creio. Releio-a todos os dias ao acordar por se encontrar emoldurada num quadro bem em cima da minha cama. , diz ele.
Tão simples quanto isso. Foi com esse querer que criei o blogue, porque escrever e fotografar me deixam feliz; que deixei de ter medo de arriscar, de ir contra os ideais de terceiros, de ser a brincalhona, alegre e, por vezes, uma criança!. Em nada isso compromete a seriedade do meu trabalho e os sonhos de sempre. Como pude eu alguma vez pensar o contrário? (...) Como a vida nos molda!

Fica a saber mais sobre o desafio 1+3, criado pela inspiradora Carolina do blogue Thirteen, aqui. (mais publicações se seguem)

9 comentários:

  1. Também estou neste desafio. Mas não sei se vou escrever sobre este tema.
    Eu também sempre fui uma pessoa de regras. Também cheguei à mesma conclusão não interessam as notas para nada se não tiveres uma boa cunha. Vivo um dia de cada vez da forma mais feliz possível.
    Xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  2. Aí já discordo contigo. A minha média final de curso abriu-me portas. E só tinha isso com que jogar.

    Quando me referi a números e médias, fi-lo a pensar na pressão de se acreditar que tudo depende disso. Não pode ser. Contudo, dizer que as notas não interessam para nada é exagero. Todos temos que provar o nosso valor, até quem teve o factor cunha. E estes poderão ter mais dificuldade depois.

    Volta sempre!

    ResponderEliminar
  3. Quando quebramos ou contornamos as regras também aprendemos. Talvez isso tenha acontecido contigo. Não tenho assim nenhuma regra que siga, mas talvez vá encontrando pelo caminho algumas frases que vão fazendo sentidoa aplicar.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mesmo se passa comigo. Embora acredite que algumas "quotes" se encaixem na definição de regra ou lema de vida.

      Obrigado por passares por aqui.

      Eliminar
  4. Não conhecia o teu blog mas já estou a seguir ;)

    https://the-choice-26.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Hello beautiful, great post! :)♥ I love your blog and I'm following it and hoping you could follow me back! xoxo

    Blisselly
    Instagram

    ResponderEliminar