20 anos depois.

    Quando estive de férias dei por mim a organizar tudo o que ficou pendente. Estagiar por turnos, tendo que conduzir uma média de 65 quilómetros diários é esgotante (várias foram as vezes em que ponderei parar tal era o sono e o cansaço a darem de si! - Que perigo!) ao ponto de ser inevitável deixar pequenos afazeres domésticos para trás. Andei ocupada a limpar a casa, a arranjar alguns berbicachos, a catalogar papelada e a organizar pastas no meu computador, fazendo os habituais backups. Vai daí fui ao meu disco rígido e encontrei fotografias que datam do ano de 1998. Recordo-me deste ano com especial carinho (...) Estava algures a terminar o meu segundo ano, quando os meus pais decidem ir a Paris para irmos exclusivamente à Disneyland. Esta foi a minha primeira viagem de avião, bem como da minha mãe e irmã mais nova. O meu pai já estava habituado a viajar, mas meramente em circunstâncias de trabalho, pelo que, ainda assim, o facto de nos cingirmos ao parque de diversões diz muito das prioridades que os meus pais depositaram. Eles sabiam que com seis e sete anos não saberíamos apreciar a grandeza de Paris, pelo que nos ficámos pelo maravilhoso mundo das princesas (oh!) e tudo o que as rodeava. A viagem era destinada a nós, as meninas, apelidadas também nós de princesas, do tanto que vivíamos no mundo cor-de-rosa das barbies. É de se relembrar que os anos 90 foram anos em que as crianças brincavam efectivamente ao faz de conta e que se viviam as cassetes com as diversas animações de forma mais intensa. Por isso, esta viagem está muito presente nas minhas memórias.
 Recordo-me bem do hotel mexicano, de ver a torre Eiffel pela janela do autocarro!, da entrada para o parque, do funcionário simpático que me surpreendeu com um olá ao estilo do pato Donald, das minhas birras históricas por querer fazer tudo sozinha, da ansiedade por querer registar tudo com a nossa primeira câmara digital e de estar sempre alerta para encontrar a Bela, a minha princesa favorita, pois ela adorava ler tanto quanto eu e isso era um critério importante!
MVC-022S MVC-023S
Na seguinte fotografia poderão notar o momento em que a minha salsicha decidiu cair ao chão (...)! Terá sido um sinal para a minha dieta actual? Ahah! E o que me dizem do corte com franja? Culpem a minha mãe que no decurso da minha infância insistia em domar o meu cabelo rebelde com uma cortina facial! Acho que não teve o sucesso desejado... valeu o esforço! 😉
MVC-002S MVC-006S 
MVC-003S MVC-024S 
MVC-017S MVC-029S MVC-009S MVC-018S MVC-023S MVC-012S MVC-014S
Estas fotografias recordam-me de momentos em família muito especiais. Foram horas em filas em pleno mês de Agosto (creio eu?), em que o parque estava a abarrotar. Recordo-me especialmente do desfile com as personagens e de ter encontrado a Bela como tanto queria, apesar de a achar estranhamente diferente do filme e acabei por compreender que a Bela deveria estar muito ocupada para compromissos destes. Assim, diverti-me por entre cada zona do parque. A secção da Alice no país das maravilhas foi uma das minhas favoritas, a par com o passeio de barco na exposição de bonecas. A música que lá tocava é me ainda familiar. Familiares são-me também as vestimentas que a minha mãe nos comprava. Eu e a minha irmã parecíamos gémeas. Ora nos vestiam de igual ou com cores diferentes. No entanto, distinguir-nos era fácil. Ju, a tola...
MVC-016S MVC-015S MVC-014S MVC-010S
  Um dia gostaria muito de regressar à Disneyland, em Paris ou não, com ou sem filhos, uma vez que eu seria a maior criança entre todas elas. Este será sempre um sítio que associarei ao sentimento de pura felicidade tamanha era a fantasia e magia. Em vinte anos a Disney renovou-se e muitos dos meus filmes preferidos não são mais os grandes clássicos com princesas e finais felizes, pelo que se impõe um regresso em breve. Quem sabe um dia possa voltar a conduzir os carros em linha que tanto insisti para conduzir sozinha sem chegar aos pedais (!), tendo provocado o trânsito local? Afinal, ser-me-ia fácil entrar num TGV a partir de casa dos meus pais e parar por Paris pela 3ª vez, completando assim um ciclo. É algo a considerar, apesar de esta não ser uma viagem que esteja na lista de prioridades. Mas lá que gostava de regressar, gostava, não fosse o sentimento de nostalgia tão presente.

3 comentários:

  1. que fotografias tão bonitas! estive lá no setembro passado e, por mim, voltava todos os anos! quero muito fazer um check em todas as disneys :b

    ResponderEliminar
  2. Que recordações tão boas! :D
    Porque não voltar a um sitio que fomos felizes? Claro que sim :)

    ResponderEliminar