Puramente Hufflepuff.

IMG_3544
Era uma noite de verão como tantas outras. Inicialmemete quente e sossegada, entre amigos que a vida aleatoriamente me apresentou. Mas somente depois de uma sangria a mais (em que o copo está sempre cheio e eu nem sei como! - culpem o meu melhor amigo que tem como missão embebedar-me) é que nos deparámos num cantinho do nosso bar preferido, enroscados em mantas, a discutir um assunto deveras importante no que a amizades diz respeito: Qual a nossa equipa em Hogwarts!?  
Esta foi uma discussão que envolveu uma pesquisa mais aprofundada, pelo que nos embrenhámos pelo famoso site do Pottermore com o questionário do Chapéu selector, para tirar as teimas existentes e analisar a situação caso a caso. Começámos pela tempestiva A. que se afirmava uma autêntica Gryffindor, tendo confirmado essa sua convicção, por natureza aventureira e curiosa, ela insiste em fugir aos padrões da sociedade. Sim, só poderia ser uma Gryffindor! (...) Já eu sabia que a minha personalidade ditaria algo mais estruturado. 
Gosto de planos e de ter os pés bem assentes na terra, sem nunca fechar portas aos sonhos e "ses". E no fundo, continuo a perspectivar as diferentes opções que a vida nos vai dispondo ou quem sabe ir para além disso. Como tal, todos afirmavam que eu seria claramente uma Hufflepuff, argumentando que eu era uma fiel amiga. Os meus olhos brilharam um pouco, mas mantive a concentração no teste. (...) 
Eis que tinham razão. Sou uma Hufflepuff. De todas as vezes que fiz o teste, o resultado foi o mesmo: Hufflepuff!

"Hufflepuffs value hard work, patience, loyalty, and fair play." - Pottermore

  Valorizo sim o trabalho árduo e tenho como valores de base a lealdade ao próximo, a paciência e a justiça. Sou incapaz de me sentir bem se não for fiel aos meus sentimentos ou se por algum momento sentir que estou a magoar alguém. Mas ser um puro hufflepuff é muito mais do que isso. Tem como características uma série de outros princípios, com os quais me identifico. E tu?!

Dedicação
Nesta casa, a lealdade a quem se ama é uma das prioridades!, pelo que se tornam pessoas facilmente confiáveis e, muitas das vezes, vistas como pessoas que podem ser manipuladas. Contudo, é a sua lealdade aos outros e no que acreditam que prova a sua real essência!
Trabalho duro e jogo limpo
Ser-se Hufflepuff é também sinónimo de querer seguir pelo caminho correcto, nem que para isso se tenha que trabalhar mais, quer seja num emprego, num novo projecto ou no percurso académico..! É dar o seu melhor para alcançar o melhor resultado possível por mérito próprio! (...) Nem podem calcular o tanto que me identifico com este ponto! Sou uma pessoa que é reconhecida por ser uma "workaholic" (nem sempre é positivo) e que ultrapassa o que seria necessário para traçar a meta estipulada. Se por um lado é desgantante envolver-me tanto, sendo que disponho muita energia em tudo o que faço, por outro é reconfortante quando vejo os frutos que colho a longo prazo.
Tolerância
Helga Hufflepuff, a inauguradora da casa, dizia "I'll teach the lot and treat them just the same!"; Quer isto dizer que um puro hufflepuff não julga os outros e não faz estereótipos, com o que eu empatizo bastante, pois sou naturalmente curiosa pela diferença e abraço como amigos pessoas que contrastam comigo. Tanto assim o é que os meus melhores amigos são de casas completamente opostas!
Gryffindor e Slytherin! Sim, Slytherin! Apesar de eu achar que o meu melhor amigo tem, no fundo, um coração de ouro, muito embora domine como língua o sacarmo e a ironia.
Bondade
A verdade é que esta casa é a que tem o menor número de feitiçeiros do lado das trevas. São os mais amigáveis e os que possuem menos rivalidades com as outras casas!. Um facto que vai ao encontro desta característica é o de não conseguir guardar rancores. Sei defender o meu ponto de vista, argumeto e até discuto, mas sem nunca cerrar relações ou portas. Não sou de guardar rancores. É anti-natura para mim! Não cabe no meu vocabulário sentimentos de vingança nem expressões de "responder na mesma moeda". Acredito piamente que a melhor chapada perante atitudes menos dignas é a bondade. Deixa o outro desarmado. Sem saber o que fazer.
Paciência
Esta é sim uma característica que eu tenho vindo a apurar nos últimos anos e, contrariamente ao que eu pensaria, todos afirmam que eu sou das pessoas mais pacientes que conhecem (!?). Tento ouvir o outro, mesmo quando isso implica dedicar grande parte do meu tempo aos seus dramas. Aprendi a saber esperar e não estar sempre numa correria é uma sabedoria que a experiência de vida nos vai trazendo e que nem todos alcançam as suas vantagens. Esperar é uma virtude, definitivamente.
Modéstia
Este princípio é muitas das vezes visto como uma desvalorização do ego pessoal (...)! Há quem tenha a necessidade extrema de apergoar as suas conquistas por reconhecimento social. Depois há os que simplesmente se contentam com a conquista em si, sem a expor. Encaro esta perspectiva como uma forma inteligente de nos posicionarmos na vida. Tenho aprendido que as energias que nos transmitem (até de longe) em muito influenciam a nossa visão de quem somos, pelo que nem sempre é positivo construirmos a nossa imagem à luz dos outros. Acredito que é importante sabermos aceitar os elogios que nos fazem sem deslumbramentos. Como o disse antes, com os pés na terra! A cada conquista é importante estar ciente do que é possível melhorar e para tal há que olhar para dentro e encontrar os defeitos, sem menospresar as nossas valências! Ser-se modesto é saber aceitar o mundo com equilíbrio!
A par da brincadeira das casas de Hogwarts, gostaria de saber com que casa se identificam!
E se não acham piada nenhuma a estas andanças ficcionais, por que valores se definem?

4 comentários:

  1. Também sou Hufflepuff (com muito orgulho!) e revejo-me nas características que referiste :)
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. Entrei há cerca de um mês neste mundo do Harry Potter e, mal li o 1º livro, fui logo vaguear pelo site pottermore, onde vi que dava para fazer todos esses testes e nem hesitei. Repeti o teste 3 vezes desde que comecei a ler a saga e calhei sempre na casa Ravenclaw... casa esta onde julguei que também te inserisses. Porém, agora que leio as descrições e as interpretações que fazes de cada característica, compreendo porque é que és um doce Hufflepuff.
    Adoro que o teu vocabulário não tenha espaço para expressões fatalistas como «Cada um por si, se ele te magoou uma vez, magoa-o duas, etc»!!!!
    Eu identifico-me mesmo muito com a casa em que calhei... talvez um dia siga o teu exemplo e fale um pouco disso. Já para não falar que a minha personagem favorita pertence à minha casa: a Luna.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Luna é também uma das minhas favoritas! Claramente!

      De facto acredito que não ganhamos nada com travar lutas em que só se magoa o outro e vice-versa. Prefiro afastar-me mesmo sabendo que dou espaço para que o outro crie uma imagem de mim aos seus semelhantes que me retira toda a essência. Ainda assim, deixa de ser eu, logo não me afecta.

      Tão simples, não é?

      Um beijinho, Joaninha!

      Eliminar
    2. Lá está, batalharmos injustamente não é digno, nem me diz alguma coisa. Como tu, retiro-me inúmeras vezes, porque, as pessoas começam a pegar por sítios que não compensam o gasto do meu tempo. O que é que panelas tem a ver com meias!?!?

      Eliminar