Sines, a praia da Samoqueira e o festival das músicas do mundo.

 Gostaria de vos puder dizer que o meu fim-de-semana por Sines foi produtivo em termos de fotografias. Decidi que não iria dar uma de louca a fotografar tudo quanto era canto. Por vezes, sabe bem aproveitar o momento completamente offline, e assim o fiz. Mas fui sim a fotógrafa particular do grupo, porque as modelos eram boas, mas pouco mais. Andei pelas ruas de Sines enquanto decorria o festival da música dos mundos, o qual é muito interessante pelas pessoas que se produzem para lá estar. Completos hippies - sem ser pejorativo!. Diverti-me muito a observar quem dançava pelas ruas ao som de música cabo verdeana, brasileira, guinense e até chinesa. Tenho pena de não ter guardado alguns dos instastories por lá. Iriam rir-se tanto, pois o ambiente é um pouco diferente do habitual num festival...
Ora vês pessoas a dormir na praia ou a acampar dentro de um caixote do lixo, ouvem-se concertos amadores em cada canto, vendem-se brigadeiros e apetrechos sem controlo de qualidade, as indumentárias são ditas vegan..., andam descalços, e são várias as bebedeiras que se prolongam por dias. Sente-se também um ligeiro "smog" no ar, se me faço entender... Para além disso, a feira proporciona artesanato diverso e eu perco-me com a bijuteria local e com os crepes que abundam nestas feiras.
IMG_1782
Praia da Samouqueira, Porto Covo - Sines 📌
IMG_1853 IMG_1856
Se de noite era certo um passeio pelas ruas de Sines, durante o dia íamos para a praia da Samouqueira. Estes foram certamente os meus primeiros dias de praia, sendo que depois me esforcei por ficar morena como há anos não ficava, tendo Sesimbra como eleição. Contudo, as praias da Costa Vicentina não desiludem! Em breve, tenciono repetir a experiência de há dois anos e voltar a descer a Costa na sua totalidade, alterando o trajecto, sem nunca me esquecer de Vila Nova de Mil fontes.
E vocês, por onde alaparam com o vosso biquíni? Triquini? Fato de banho? Tanga? O que seja! Ahah!

2 comentários:

  1. Gostei das poucas fotos e da descrição... Quero muito ir ao FMM, dado que nunca fui!! Deve ser mesmo diferente e engraçado, como disseste :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Diferente é a palavra certa.
      O que mais gostei foi do espírito aberto com todos a dançar sem preconceito nas ruas.


      Eliminar