Rumo ao Norte.

Tenho andado um tanto ou quanto ausente do blogue e das lides da escrita porque pouco tenho estado por casa. Acumulei uma data de fotografias de todos os lugares que visitei durante as últimas semanas de férias. Fui desde ao Minho até Sines, ora com família ou com amigos. Tenho, por isso, dado uso à minha nova lente e os resultados fascinam-me de cada vez que consigo melhorar a manipulação da mesma. É incrível o quanto um objecto nos pode fazer apaixonar pela forma como observamos o mundo! Talvez seja esse o motivo pelo qual eu não consigo sair de casa sem alguma das minhas máquinas fotográficas. Tenho inclusive me aventurado em outros formatos(?). 
Mas hoje a publicação destina-se a uma das muitas que se seguem da viagem de carro que fiz com os meus pais durante a sua estadia em Portugal. Há muito tempo que queríamos ir juntos ao Norte, onde a minha família tem as suas origens, não fosse o meu pai mirandês e a minha família materna de trás-os-montes. Tendo casa disponível no Porto, e por incentivo meu na minha fuga repentina em Maio para o Porto (podes ver as fotografias aqui), lá nos aventurámos pela auto-estrada na ânsia de chegar. Esquecemos a habitual marmita para o almoço e tivemos que pagar uma nota preta numa estação de serviço da Bairrada, sendo que comi uma salada de atum com feijão frade por não comer carne. Dá para acreditar? 
Nos últimos anos tenho ido com muita frequência ao Porto (devido a um projecto de voluntariado e na companhia de tios), pelo que foi engraçado ser a guia turística da família contra vontade do meu Pai, o sabe-tudo. Ahahah! Ainda assim, aventurei-me pela primeira vez nas Tappas em Gaia. Já antes tinha ido ao restaurante Capa Negra e confesso que fiquei desiludida com o molho. Já aqui nas tappas os amantes de picante até saltam da cadeira, como é o meu caso... O pessoal é da maior simpatia que podem imaginar. Até confundiram a minha mãe com uma avó babada por estar ao colo com a mais recente prima da família. Já vos disse que tenho o maior gang de primos de sempre? Como é bom mantermos os laços, e agora cada vez mais, em que a família cresce e se dispersa. 

Após o jantar (e sim, eu faço uma excepção e como carne quando diz respeito à francesinha - não sou extremista), fomos ao miradouro da Serra do Pilar numa noite de chuva. Este foi o resultado... sem uma viva alma nas ruas.
IMG_1103
IMG_1111
IMG_1127 IMG_1091
E se dúvidas restassem de que o Porto tem outro encanto de noite, eis aqui prova. Mais uma. Têm que ir às Tappas (recomendo a de Gaia se preferirem não ter que esperar em filas) e se possível vão durante a noite (já bem tarde, daí ter subido de carro) ao jardim do Morro, subam uma rampa lateral em direcção à igreja e voilá. Terão a melhor vista do Porto! Próxima paragem? Que tal Viana do Castelo, seguida de Vila Nova de Cerveira e Braga? O que vos parece? E se eu ainda vos disser que tenho agendado outra publicação sobre o centro do Porto de uma perspectiva totalmente diferente? Como assim? Terão que aguardar! Espero que não enjoem da invicta! Impossível!  😲

5 comentários:

  1. Meu Deus!!! Como eu gosto do Porto e como eu delirei com a tua escrita :D Sem dúvida que o Porto à noite se torna ainda mais mágico do que é :P

    Já estive em Viana e já fui a Braga. Portanto, acho que ires a Vila Nova de Cerveira será bom para mim, uma vez que tenho a certeza que trarás dicas maravilhosas :D

    NEW OUTFIT POST | I’M SO, SO PROUD OF HER. <3
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, Miguel! Que felicidade me trouxe este teu comentário!
      Muito Obrigado! Irei certamente escrever sobre novos lugares que talvez desconheças!

      É o que mais gosto de partilhar por aqui!

      Eliminar
  2. Comeste a melhor francesinha do Porto e arredores, na minha opinião.
    Gosto de tudo no tappas café, da francesinha, da sangria, da cerveja em copo "leiteira" e do xiripiti ;)
    O Porto é lindo, merece muitas muitas visitas :D

    ResponderEliminar
  3. Adoro essa cidade, adoro o Norte! Adoro a foto a primeira foto, nunca estive nesse local a noite mas fiquei cheia de vontade de subir até lá a próxima noite que passar no Porto!

    ResponderEliminar